Blog

A História do Coworking

A História do Coworking

Em 2005, Brad Neuberg criou aquele que seria o primeiro espaço de cowork do mundo. Na altura estava a trabalhar para uma startup e, apesar de gostar da liberdade que ser trabalhador independente lhe dava, sentia que algo lhe faltava. Esse algo era a estrutura e o sentido de comunidade que trabalhar com outros lhe trazia. 

O primeiro espaço de cowork nasceu em São Francisco, num espaço chamado Spiral Muse, que na altura albergava um colectivo feminista. A responsável por este colectivo, Alana Auerbach, cedeu a Brad o espaço dois dias por semana e cobrava-lhe uma renda de 300 dólares mensais, que Brad teve de pedir emprestado ao seu pai.

Brad colocou um anúncio no Craigslist, um site de anúncios americano, e esperou que as pessoas chegassem. Ninguém apareceu no primeiro mês. Determinado a fazer a sua ideia funcionar, começou a distribuir panfletos em cafés e a partilhar a sua ideia com quem conhecia. Lentamente, as pessoas começaram a aderir. Um ano mais tarde, o primeiro espaço de cowork fechava e abria-se o segundo, com melhores condições e maior capacidade para receber pessoas, com o nome de Hat Factory. 

Desde aí, por todo o mundo têm despontado vários espaços de coworking que reunem todo o tipo de profissionais liberais e pequenas empresas. O sentido de comunidade é das características mais apreciadas pelos profissionais que procuram estes espaços. Com a popularização do nomadismo digital ajustado às mais variadas profissões, temos a certeza que os espaços de cowork são a escolha ideal para quem procura um espaço para trabalhar e que vieram para ficar.