Blog

A nossa história

Quem passa pela Rua do Açúcar não fica indiferente à fachada. O nome Abel Pereira da Fonseca adorna os dois janelões circulares que dão para a Praça David Leandro da Silva. O nome é alusivo à antiga Sociedade Comercial Abel Pereira da Fonseca, especializada na produção e exportação de vinhos e que operou desde 1906 até 1993. Por trás do antigo armazém, o rio Tejo traz memórias da azáfama do Porto de Lisboa. Era por aqui que saíam as pipas de vinho e bebidas licorosas provenientes das propriedades da família no Bombarral, rumo a países como a Suécia, Brasil ou Estados Unidos.

Fachada traseira (Av. Infante D. Henrique) do edifício
Fachada traseira (Av. Infante D. Henrique) do edifício

O edifício, também conhecido como “Catedral do Vinho”, data de 1917 e foi projetado pelo arquiteto Norte Júnior. Durante muitos anos serviu de armazém, oficinas e até mesmo como habitação. Hoje é a casa do restaurante Refeitório do Senhor Abel, cujo nome é uma homenagem ao antigo proprietário, e da coffee shop The Royal Rawness, dedicada ao café de especialidade.

É nos apartamentos dos dois antigos gestores da sociedade que atualmente vive o Lisbon WorkHub. Nas assoalhadas destes apartamentos hoje existem vários hubs onde criativos, empreendedores, freelancers e pequenas empresas se estabeleceram. No sótão fica o espaço de coworking, para quem gosta de trabalhar acompanhado. Existe ainda uma sala de reuniões e uma ampla sala destinada a eventos, emoldurada por um dos janelões cuja varanda se debruça sobre a praça.


Neste cowork é possível alugar salas privadas com várias secretárias – os hubs -, secretárias fixas, ou, para os mais nómadas, adquirir um passe diário que dá acesso a todos os serviços disponibilizados durante um dia. Para quem não precisa de um espaço para trabalhar, existe a possibilidade do escritório virtual. Desta forma, pode domiciliar a sua empresa e correspondência no Lisbon WorkHub.

Aqui, onde o antigamente se funde com a modernidade e os profissionais criativos se misturam com os moradores do bairro, vive-se a verdadeira essência da cidade.